no , ,

Candidata a vacina chinesa tem efeito mais fraco em idoso

Reuters/Dado Ruvic/Direitos Reservados

A empresa chinesa Sinovac Biotech informou na segunda-feira (7) que a vacina que desenvolve contra a covid-19 no Brasil, com apoio do Instituto Butantã, apresentou respostas imunológicas mais fracas em idosos­ um dos públicos que especialistas defendem como de prioridade.

A candidata CoronaVac não causou efeitos colaterais graves e mais de 90% dos testados experimentaram alta significativa de anticorpos. Só que em idosos os níveis foram ligeiramente mais baixos.

Já a farmacêutica alemã BioNTech informou que, ao lado da americana Pfizer, foi autorizada a testar também na Alemanha a sua candidata a vacina. Caso o teste clínico seja bem-sucedido, a expectativa é de que agências possam dar o aval regulatório até outubro.

Assim, Pfizer e BioNTech preveem a possibilidade de administrar até 100 milhões de doses até o fim deste ano ­ e 1,3 bilhão até o fim de 2021. (Com agências internacionais)

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Rangel diz que toque de recolher não será renovado em Ponta Grossa

Ex-prefeito diz que roubou menos do que o sucessor