no ,

No Paraná

No Paraná
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, divulgou quais serão as 54 escolas de 22 estados e do Distrito Federal vão participar do programa de escolas cívico-militares, a partir de 2020, quatro delas o Paraná: Colégio Estadual Beatriz Faria Ansay (Curitiba), Colégio Estadual Vinicius de Moraes (Colombo), Colégio Estadual Tancredo Neves (Foz do Iguaçu) e Colégio Estadual Professora Adélia Barbosa (Londrina).

Ponta Grossa
O deputado Aliel Machado (PSB) reafirma a vontade de disputar a prefeitura de Ponta Grossa em outubro. "É uma decisão que está sendo amadurecida." Aliel Machado já foi presidente da Câmara de Vereadores e está no segundo mandato na Câmara dos Deputados.

Segunda ponte
O governador Ratinho Junior e o presidente da Itaipu Binacional, Joaquim Silva e Luna, vistoriam hoje as obras de construção da Segunda Ponte ligando Brasil e Paraguai. O Estado é o gestor da obra financiada pela binacional. O ministro Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura) acompanha a vistoria.

Aeroporto
Os três – Ratinho Junior, Joaquim Silva e Luma e Tarcísio Gomes de Freitas – mais o presidente da Infraero, Hélio Paes de Barros, inauguram a ampliação do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu.

Encontro Sul e Sudeste
Os governadores João Doria (PSDB-SP), Romeu Zema (Novo-MG), Renato Casagrande (PSB-ES), Carlos Moisés (PSL-SC), Eduardo Leite (PSDB-RS), Wilson Witzel (PSC-RJ) e Ratinho Junior (PSD-PR) participam do quinto encontro do Consórcio de Integração Sul e Sudeste que acontece em Foz do Iguaçu. Questões como sustentabilidade, bioeconomia, economia criativa e até o coronavírus vão permear as discussões da reunião.

Sem pânico
O secretário Beto Preto (Saúde) afirmou que o Paraná vai adotar medidas de contingenciamento em massa para a prevenção e tratamento contra o coronavírus. A Secretaria de Saúde vai seguir orientações do Ministério da Saúde para tratar possíveis casos de doenças no Estado. Londrina largou na frente, e vai adotar o mesmo protocolo utilizado no combate à H1N1.

Reforma prisional
O Estado vai abrir três mil novas vagas no sistema prisional com a construção de quatro novas cadeias públicas e três novas delegacias. O investimento soma R$ 81 milhões. As cadeias públicas serão construídas em Foz do Iguaçu, Londrina, Ponta Grossa e Guaíra. As obras fazem parte de um grande pacote de reformas, reparos e construção anunciado pelo governo.

Sobe
Estreante na campanha presidencial de 2018, o Novo foi o partido que mais cresceu proporcionalmente em menos de dois anos. Pulou de 19 mil filiados para 48 mil, aumento de 154%. A meta da legenda é reunir 50 mil integrantes ainda neste ano.

Desce
Na contramão do Novo, as siglas que mais apresentaram desfiliações desde 2018 foram o PP, com queda de 12% – de 1,44 milhão para 1,27 milhão -, e o MDB, que perdeu 11% dos seus integrantes, mas segue no topo de ranking como o maior partido do país com 2,13 milhões de filiados. O PT, segundo na lista dos maiores, também diminuiu. Tinha 1,59 milhão de filiados em abril de 2018 e passou para 1,47 milhão em janeiro deste ano.

Cannabis
O Conselho Federal de Farmácia regulamentou a atuação dos farmacêuticos na distribuição e orientação de pacientes quanto ao uso de medicamentos à base de Cannabis. "É o primeiro órgão de saúde que garante o exercício do profissional nos produtos de cannabis", afirma Margarete Akemi Akishi, coordenadora do grupo de trabalho responsável pela elaboração da resolução.

Uma só no Paraná
Das 100 pesquisas eleitorais já registradas no TSE, a pouco menos de oito meses as eleições municipais, uma é do Paraná. O Instituto Angulo vai medir a intenção de voto para prefeito na cidade de Perobal, no noroeste do Estado. Das 100 pesquisas registradas, nenhuma delas é para as grandes capitais.

Asfalto
O deputado Giacobo (PL) destacou o asfalto realizado em Capanema, um investimento de R$ 500 mil através de emenda do deputado. "A qualidade da infraestrutura viária de um município é fundamental para a segurança e a comodidade da população em seus deslocamentos diários."

Ainda é cedo
O novo líder do PT na Câmara dos Deputados, Enio Verri, acha cedo para se falar em afastamento do presidente Jair Bolsonaro. “Há uma radicalidade por parte dele contra a democracia nunca antes vista. Vamos analisar. Ainda não enxerguei isso (o impeachment), mas pode avançar dependendo da reunião com os seis partidos de oposição. É muito cedo para fazer essa análise”.

Redação ADI-PR Curitiba
Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Como um estudo aprofundado de UX transformou o projeto de um aplicativo

Chá, meditação, remédio para dormir: o que realmente pode trazer paz às madrugadas?