no

Organização criminosa do RJ tem ramificações em Ponta Grossa

A Polícia Civil de Ponta Grossa prestou apoio, nesta quinta-feira (17), a uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio de Janeiro. Ocorreu na cidade o cumprimento de três mandados de busca e apreensão.

De acordo com o delegado Maurício Souza da Luz, a atividade ocorreu pela manhã. “Prestamos apoio no cumprimento dos mandados, no Centro, Nova Rússia e Cará-Cará. Aqui foram recolhidos um aparelho celular e um notebook”, disse.

A chamada Operação Overload II foi coordenada pelo Gaeco/MRJ, visando o cumprimento de 28 mandados de busca e apreensão em endereços vinculados a 12 denunciados por um esquema de lavagem de dinheiro ligado ao Comando Vermelho, uma das maiores facções criminosas do Rio de Janeiro.

Entre os denunciados estão os líderes da organização, Elias Pereira da Silva, o “Elias Maluco”, e Márcio Santos Nepomuceno, o “Marcinho VP”, ambos presos na penitenciária federal de Catanduvas. Além de expedir os mandados, a 1ª Vara Criminal Regional de Madureira também determinou o bloqueio de contas bancárias ligadas ao esquema.

A operação deflagrada nesta quinta (17/09) contou com apoio das Polícias Civis e dos GAECOS dos MPs dos Estados de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina, onde também estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão.

Lavagem de dinheiro

Segundo o MPRJ, a operação desta quinta é um desdobramento da operação “Overload” que, em 2015, cumpriu mandados de prisão e busca e apreensão contra 61 pessoas acusadas de associação armada ao tráfico de drogas e armas.

As investigações apontaram que “Elias Maluco” e “Marcinho VP”, por meio de seus subordinados Eliezer Miranda Joaquim, o “Criam”, e Felipe da Silva Guimaraes Junior, o “Zangado”, se utilizavam de contas bancárias de pessoas físicas e jurídicas ligadas ao esquema criminoso para “lavarem” os recursos obtidos com o tráfico de drogas em diferentes comunidades do Estado.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Rangel fala em ‘racha’ no PSL; direção do partido desconversa

Comitê estuda formas para preservar Rio Pitangui