no

Polícia Civil descarta incêndio criminoso que vitimou irmãos

José Aldinan.

A Polícia Civil, através do Setor de Homicídios, informou que não há indícios de que o incêndio que vitimou dois irmãos, de 59 e 45 anos, na madrugada de segunda-feira (24), em Ponta Grossa, tenha sido criminoso, conforme apontado inicialmente.

Na data do acidente, equipes do Corpo de Bombeiros se depararam com os corpos carbonizados de João Carlos Ferreira e Márcio José Ferreira caídos em diferentes cômodos da casa, no banheiro e na sala. As vítimas, juntamente com um rapaz de 26 anos, moravam em uma casa mista de alvenaria e madeira com aproximadamente 40 metros quadrados.

O irmão das vítimas – nome preservado -, que morava no mesmo lote da casa, relatou que arrombou a porta no momento do incêndio, mas que não foi possível socorrer os irmãos por conta das chamas. Durante atendimento da ocorrência, testemunhas informaram à Polícia Militar de que o incêndio teria sido causado pelo terceiro morador da casa, que encontrava-se foragido.

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Fernando Jasinski, uma perícia foi realizada no local para comprovar se o acidente teria ocorrido de forma proposital. “Não há indícios de que tenha sido criminoso. Apenas uma porta arrombada, todavia, a mesma foi arrombada pelo irmão das vítimas para tentar salvá-las”.

Ainda na data do incêndio, uma das vítimas apresentava sinais de sangue pelo corpo, mas a polícia também descartou as chances de ter ocorrido homicídio antes do incêndio. “Sobre o sangue, segundo o perito informou a equipe no local, trata-se de uma reação da inalação da fumaça”, disse Jasinski.

O morador que até era suspeito, de acordo com o delegado, deverá ser ouvido nos próximos dias. “Ele logo será ouvido de forma oficial. Esse morador não está foragido, ele está na rua porque após o incêndio ficou sem ter onde morar. Estamos aguardando a conclusão do laudo pericial e iremos realizar mais diligências com a finalidade de esclarecer os fatos”, finalizou o delegado.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Agências do Trabalhador auxiliam profissionais da cultura para receberem benefício

PG tem segunda vítima do golpe do cartão