no

Enxadrista de PG torce pela volta dos torneios presenciais

A jovem enxadrista Giovanna durante disputa nos Jogos da Juventude em 2019

Fabrício Bicudo

Neste momento de distanciamento social devido à pandemia da covid-19, a jovem enxadrista Giovanna Eduarda Pavlak, de 16 anos, que mora na Santa Paula, em Ponta Grossa, sente falta de não poder estar nos tabuleiros presencialmente. Mas ela segue firme treinando pelo computador para não sair do ritmo.

“Espero que acabe logo essa pandemia para que eu continue fazendo o que gosto, que é jogar xadrez nos torneios aqui e fora de Ponta Grossa”, disse Giovanna, que estuda no Colégio Sagrado Coração de Jesus.

A jovem enxadrista faz parte da equipe de Ponta Grossa desde 2016 e representou a cidade nos Jogos da Juventude, onde foi campeã em 2019. Esse ano ela ficou em segundo lugar no Paranaense, último torneio antes da pandemia.

Ela começou a jogar xadrez em 2011 nos Jogos Estudantis das Escolas Municipais (JEEM). Em 2012 participou do seu primeiro torneio fora da região dos Campos Gerais, no Mercosul, em Foz do Iguaçu, ficando com o terceiro lugar.

De acordo com a mãe dela, Eva Pavlak, desde as primeiras participações nos torneios seu amor pelo esporte vem crescendo, principalmente pelas conquistas em disputas de torneios paranaenses e brasileiros.

Em 2018 ela foi campeã paranaense sub-16. Já foi várias vezes campeã do circuito dos Campos Gerais e já ganhou o Paranaense Escolar, também em 2018.

Conquistas em 2019

– 5° Lugar Paranaense de Xadrez de Menores

– 2° Lugar Paranaense de Xadrez Escolar

– 1° Lugar Xadrez Relâmpago (JOJUPS)

– 1° Lugar Equipe Feminina (JOJUPS)

– 1° Lugar JEM

– 2° Lugar Geral Circuito de Xadrez dos Campos Gerais

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Poupança passa a render 1,4% ao ano com a nova taxa Selic; veja a comparação com outros investimentos

Suspeitos de estuprar criança de 10 anos são presos em Ponta Grossa